Meta de leitura: Novembro

Duas considerações sobre a meta de leitura desse mês:

* Eu adorei isso de meta! Eu nunca me dei bem com listas assim, sempre abandonei no caminho ou mudei completamente de ideia… mas agora eu “vi” como isso pode funcionar para mim:
a.  Eu não posso fechar o meu mês com um monte de nomes de livros, senão fico oprimida e não leio nada do que planejei
b. Melhor mesmo foi eu me decidir a incluir sempre alguma categoria de livro do que algum tipo muito específico (melhor “literatura estrangeira” ou “literatura nacional” do que, sei lá, “livros de zumbis” ou “livros de vampiros”)

* Eu não vou nada com a cara do mês de Novembro, e só quero que ele passe logo. Se a meta não der muito certo (espero que dê) é por pura falta de capacidade de concentração minha, não um problema dos livros 😉

Então, para manter primeiro as 4 categorias que “instituí” para meu “esforço” mensal

1. Uma literatura nacional

Livro da Fernanda Torres

Fim, da Fernanda Torres. Sempre gostei dela como atriz; vejamos como escritora. Leitura no kindle.

2. Um livro físico

O demonologista, do Andrew Pyper – e sua maravilhosa edição Darkside. Recém-chegado à minha estante, mas preciso ler logo: não estou conseguindo evitar os spoilers que pulam na minha cara em determinados sites e blogs, rsrs. Então melhor ler de uma vez e poder parar de fechar os olhos correndo para certas páginas 😀

 

 

3. Uma Hq

Comprei o Perfuraneve na febre & loucura que me acometeram no último mês (leia sobre aqui). Como eu já havia dito, o problema de ler quadrinho é que levar aquele livro gigante pra rua é meio fora de mão. Veremos se consigo dar cabo da leitura sem tirar o bendito de dentro de casa 😉

Livro do filme Expresso do amanhã

 

 

Uma edição bonita, da Aleph (o original é de 1982!!! mas por aqui só chegou esse ano) que deu origem ao filme “Expresso do Amanhã” (o filme é de 2013, e, TCHARAM!!!, também só chegou esse ano no Brasil). O original é francês 😉 Livro físico.

4. Literatura estrangeira

As horas, de Michael Cunningham. Ataca em várias frentes simultaneamente: É literatura estrangeira, é livro físico, é premiado (estou em construção com meu desafio dos clássicos – que vou montar usando o “Livro de Marcar Livros”). Recebi boas recomendações e já estou no comecinho. Livro da biblioteca ❤

E isso fecha as “catigorias” básicas. Os extras:

6. O oceano no fim do caminho,  Neil Gaiman (Leitura no kindle)

 

Amo Gaiman. Amo Gaiman. Já falei que amo Gaiman?

6. Fundação e Império, de Isaac Asimov (Livro físico)

Trilogia Fundação, livro 2

Continuando a saga – será que consigo ler um livro desse por mês? Tenho tendências obsessivas de ler tudo de uma vez – ou de deixar pra daqui a dois anos. Gostei muito do primeiro, o “Fundação”.

Mais uma meta modesta, para não forçar demais a barra. Está chegando a época das provas finais, e os alunos de onde trabalho já estão enlouquecendo 😛 O tempo pra ler vai ficar mais curto 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s