O demonologista, Andrew Pyper

 

Título: O demonologista

Autor: Andrew Pyper

Editora: Darkside

Páginas: 328 p. (al. il.)

Ano: 2015

Formato da leitura: em papel

Resumo: O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas uma boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma. Enquanto corre contra ao tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do inferno.

 

Opinião: Bom… quando eu vi o livro a primeira vez, fiquei ma-lu-ca. Primeiro porque a edição é aquela maravilhosa da Darkside. Segundo porque estou numa vibe de ler terror/horror como faz muito que não tinha.

Ok, e correndo o risco de ser execrada (você já foi “contra as massas” para saber o quanto é difícil??):

NÃO GOSTEI.

Pronto, falei.

Eu realmente não comparei o livro com nenhum outro na minha cabecinha, só para explicar. Muita gente se decepcionou porque comparou com livros como Exorcista – que na verdade eu nem acabei de ler, parei no meio, e isso foi em… 2007 – e eu não tive esse problema. Não o problema da comparação; porque o da decepção….
Sabe quando o livro não te prende? Eu fiz um esforço tremendo, passei dias andando com o livro para baixo e para cima, e simplesmente não me dava vontade alguma de lê-lo. Só nas 50 páginas finais eu senti alguma emoção mais forte. Simplesmente não rolou química entre nós.

O livro conta exatamente o que está no resumo distribuído pela editora. David Ullman, profº de Columbia, recebe um chamado para dar seu testemunho em um evento em Veneza. Como a vida dele já está meio desmoronando mesmo (problemas com a esposa, crises existenciais…), ele pega a filha e vai. Claro que a esmola era demais, e o santo nem desconfiou, e deu uma monte de merda nessa situação. A menina é “raptada” pelos infernais, e para que seja resgatada, David tem que resolver um enigma, até uma data duas semanas posterior.

Gentes, ok. Não é pela história, a sinopse é boa. Mas eu não gostei muito do estilo de escrita do autor. Achei certas partes redundantes, sabe?

Achei a narrativa do livro muito circular. Previsível. Eu entendo que ele tinha que buscar as pistas, e tals, mas a forma de encontrá-las e lidar com elas foi sempre muito semelhante. Achei meio… pobre. Não me incitou a continuar a leitura, a querer levar adiante. Meu pensamento ao pegar o livro geralmente era “ai, vamos terminar isso logo, vai”. O que não é justo, tem muito livro bom que não tô lendo para colocar esse no lugar.

Mas eu me obriguei a terminar de ler. Primeiro porque eu gastei mais de R$ 30 nele; segundo porque eu ia mesmo ficar me perguntando como acabou, então era mais fácil ler de uma vez. Mas foi ‘sofrência’ para terminar, viu?

Agora, cá outro problema.

A edição da Darkside é sempre linda; mas tenho lá algumas críticas. Alguns erros CRASSOS passam na revisão das edições. Eu achei que era só no Hellhaiser, mas já li outros livros deles, e sempre encontro uma quantidade de erros muito acima do normal para literatura – e olha que eu sei do que estou falando, faço análise de livros para as bibliotecas em que trabalho, há anos. Fora que a ficha catalográfica é MUITO errada (gentes, #ficadica, mudem de bibliotecária aí, porque ela não tá fazendo certo não!) – leitores normais podem não saber o que é, nem que está errado; mas para mim, é uma agressão visual fortíssima.

Contracapas do livro O demonologista, de Andrew Pyper
Pq bonito… ah, bonito ele é mesmo, gentes! Olha essas contracapas *_*

Não leria de novo, e já estou pensando em para quem, ou como, passar o livro para a frente. Um sorteio no Instagram, um presente direto para alguém. Não sei, mas sei que nem vale ficar na estante.Comprei 3 livros da editora ao mesmo tempo, e peguei mais dois emprestados – fora os que parei para folhear nas livrarias. E, assim, vocês podem gastar um pouco mais com revisão, não podem não? Com certeza algum leitor poderia fazer as honras e ajudar de graça, caso vocês pedissem. Mas é o tipo de coisa, pequena, que tira o prazer da leitura. Desnecessário.

 

2 comentários

  1. Olha, eu nem me sinto mal não, cada um tem uma opinião… Eu também pensei nisso quanto ao Menina submersa (agradeço muito o oferecimento, mas eu comprei junto com o Hellraiser :P)
    Te falar que não li, e não ei se vou ler. Comecei a ler o “Noiva fantasma” no kindle, e te falar… cheguei nem aos 15% direito e já achei meio enrolado.

    Talvez seja eu quem esteja sem paciência, vai saber. Mas não me obrigo mais a ler o que não consigo não (já fiz isso, hoje não mais)!

    Quanto ao sorteio: super topo! Doida para tirar esse livro que eu NÃO VOU reler da minha estante! Ele é muito lindo, mas como nos homens (hihihi) beleza não é sinal de conteúdo 😛

    Curtir

  2. Paullinha do céu! Dói meh coração quando não gosto de um livro da Darkside, e isso rolou com A Menina Submersa… Até pensei em dar outra chance, talvez eu não tenha lido com a atenção que deveria, não sei! Mas acabei não achando tão sensacional como vi nas resenhas, sabe? Talvez pq um distúrbio mental seja novidade pra algumas pessoas e eu já tenha convivido com pessoas assim, não foi inovador pra mim.
    Que erros são esses que você achou?
    Ah, o meu de A Menina Submersa está emprestado no momento, mas se quiser envio ele pra ti. Se você gostar e quiser ficar com ele, você fica, se não, a gente faz um sorteio dele e do seu O Demonologista. O meu veio com marca-paginas e um desenho pra colorir e está intacto!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s