Lidos em Maio

Em maio eu consegui ler! Gentes, nem acredito!!

Apesar dos estudos para concurso (talvez por isso não tenha passado? 😛 ), e do mestrado por terminar, eu até que li bastante no mês que passou, especialmente nas idas e vindas no ônibus e nos horários de almoço – eu ando lendo (muito propícia a acidentes!), então eu lia até o refeitório, lia durante as refeições (eu sei, é “péssimo”, mas é mania que me acompanha desde pequena) e lia na volta do refeitório – a não ser que algum colega de trabalho me acompanhasse nesse período.

O mês foi bastante eclético, e eu meio que não “escolhi” as leituras, elas foram se jogando na minha frente. A única observação que fiz quando fui planilhando as leituras (sim, eu anoto todas em um caderninho!) é que todos os autores são norte-americanos. Para esse junho eu pretendo mudar isso. Não que seja ruim ou que haja algum problema, mas eu gosto de variar as origens das minhas leituras devido às nunces de pensamento de cada cultura, em cada país ^.^

Seguem na ordem em que foram iniciados no mês (apenas para ressaltar que não é ordem de preferência – ou qualquer outro tipo de ordenação inconsciente, rsrs). Não é ordem de leitura, propriamente dita, porque eu leio vários simultaneamente, a loka. Caso eu venha a fazer algum post individual, eu linko aqui – eu não resenho tudo que leio… pelo contrário, não resenho quase nada, shame on me, rsrsr

KING_sombras_da_noite

Título: Sombras da noite (Night Shift)

Autor: Stephen King

Ano: 2008 (1ª edição: 1978)

Pg.: 416 p.

Editora: Objetiva

Livro digital

Sinopse: Reunião de contos e pequenas histórias do tio King; algumas famosas a ponto de terem virado filmes, como o “Children of the Corn” (Mais conhecido no Brasil como COLHEITA MALDITA).

OPINIÃO: Gostei bastante! Os contos são curtos, em sua maioria, e de alto impacto. Estrelinhas para os contos “Eu sou o Portal” e “Ex-fumantes Inc.” (especialmente para a ex-fumante que sou, rsrs).

CHAMBERS_o_rei_de_amarelo

Título: O Rei de Amarelo (The King in Yellow)

Autor: Robert W. Chambers

Ano: 2014 (1ª edição: 1895)

Pg.: 256 p.

Editora: Intrínseca

Livro digital

Sinopse: Escrito nos últimos anos de 1800, é dividido em duas partes; a primeira com contos em torno do “Rei de Amarelo” (um livro dentro de um livro), e a segunda com contos avulsos, mas todos com alguns elementos em comum. É dito que autores como H.P.Lovecraft e H.G.Wells tiveram uma prosinha com ele, senão pessoal, ao menos literária.

OPINIÂO: Gostei, mas não tanto quanto achei que gostaria. Recomendo muito que leiam o prefácio, dá uma outra visão aos textos, você presta mais atenção em algumas partes. Muita gente pula o prefácio, e como dia o rei Julian, “bando de bocós”! Só tem uma mística enorme sobre a “mitologia” do Rei de Amarelo, que eu fiquei meio… “Né, pq tanto estardalhaço?”

GIFFIN_Uma_prova_de_amor

Título: Uma prova de amor (Baby Proof)

Autor: Emily Giffin

Ano: 2013 (1ª edição: 2006)

Pg.: 432 p.

Editora: Novo Conceito

Livro digital

Sinopse: Um livro de romance, conta a história de uma mocinha que decide não ter filhos, arruma um marido que também não queria… e do nada, o marido quer. E agora?

OPINIÃO: Confesso que li apenas pela curiosidade e algumas “similaridades” com a minha vida: eu também não quero ter filhos, o marido disse que também não; e sempre penso no que eu faria se ele resolvesse que quer. Mas olha, te contar, levemente decepcionante para mim. Gostei muito do início, do meio, das dúvidas… mas o final foi decepcionante. Apesar de não ficar explícito, ele reabre a discussão de que a mulher deve ter filhos – senão para se “realizar como mãe” (ok, válido) ao menos para agradar ao marido (eita, aí errou feio, errou rude…)

RIGGS_Orfanato_da_srta_peregrine

Título: O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares (Miss Peregrine home for peculiar children)

Autor: Ransom Riggs

Ano: 2015 (1ª edição: 2011)

Pg.: 336 p.

Editora: Leya

Livro digital

Sinopse: Um garoto acha que o avô é meio maluco, com todas as histórias fantásticas que conta sobre a infância dele. Mas, e se as histórias tiverem um fundo de verdade? E se ele não está louco quando grita que tem alguém atrás dele, e que o neto corre perigo? Chega a infeliz hora de tentar entender tudo – ou desentender.

OPINIÃO: Eu li sem nem saber que ia virar filme. Me lembrou muito o “Asylum” – do qual eu não gostei muito, na verdade (escrevi sobre ele aqui) – inclusive na apresentação das supostas fotos reais e tal. É legalzinho, mas eu sinceramente não entendi o tanto de estardalhaço em torno. E nem posso dizer que é porque eu “cresci” e não me entendo mais com YA – porque esse é um gênero eu leio sempre.

ROLLINGS_evangelho_de_sangue

Título: O evangelho de sangue (Blood infernal: the order of the sanguines)

Autor: James Collins e Rebecca Cantrell

Ano: 2015 (1ª edição: 2012)

Pg.: 480 p. v.1

Editora: Rocco

Livro digital

Sinopse: A busca por um livro que pode mudar tudo na humanidade. A Igreja Católica, que sempre se meteu em tudo, obviamente, é parte de toda a situação. Vampiros, “bonzinhos” e malvados. Bem contra o mal, fim do mundo, e o de sempre. A questão não é bem a história, mas como ela é contada.

OPINIÃO: Eu leio histórias de vampiro desde os 13, quando cheguei à Anne Rice. Toooodas as crônicas vampirescas do primeiro arco. Então me impressionar com uma história de vampiro é meio difícil. Até gostei; a união de diferentes fatos e personagens históricos (inclusive do objeto de paixão de um dos protagonistas, adorei ligar os fatos e saber quem era ela, li um livro sobre a pessoa ano passado), unidos sob uma mesma trama, foi até bastante bem feita. Mas assim… se fosse um filme, seria um daqueles que passavam na sessão da tarde. Sabe? Pipocão? A interação (quase) sexual entre os protagonistas não empolga (não que eu ache que devia… mas o livro é descrito como “levemente sexy”, por causa da colaboração da autora Cantrell…). Achei meio… nhé. Essas partes. Bom, não sei se pararia para ler os outros (são mais dois livros na série, e mais dois contos extras).

COMECEI A LER EM MAIO

Livros que eu comecei a ler no mês de maio, mas ainda não havia terminado – comentários ficarão para o mês que vem, ou para algum post solo:

  • O cemitério, de Stephen King (na verdade, acabei ele ontem, mas já é junho, então não posso contar)
  • Homem-Máquina, do Max Barry. Gosto dele, ele consegue tocar nas feridas da humanidade, em especial as que envolvem as interações tecnológicas. Em 2014 li o “Eu S.A” (link da Saraiva aqui – não, não ganho para anunciar; nem os leitores sabem que eu existo, imagina a Saraiva!), e adorei demais a Jeniffer Governo, ex-Jeniffer Mattel (para saber porque a mudança de sobrenome, só lendo!)

Para junho não sei o que vai rolar efetivamente. O relógio voltou a contar regressivamente para o dia da defesa da dissertação, então…

3 comentários

  1. Esse conto ex-fumantes é sensacional mesmo hahahha
    nossa, eu li vc falando sobre O Orfanato e pensei “ué, ela já não havia lido esse?”, realmente confundi com Asylum só de olhar

    Curtir

  2. “Eu sou o Portal” é um dos melhores contos do King, tá eu não li todos ainda, mas dos que li esse eu destacaria esse, tanto é que quando vejo essa coletânea de contos só me lembro dele. Lembro da sensação que a leitura causava, era impactante. Na minha edição, beeeeeeem antiga, o conto foi traduzido como ‘Eu Sou o Umbral da Porta”.
    O Orfanato eu li logo que foi lançado. Também achei razoável, acredito que o filme será melhor, acho que visualmente a premissa do livro funcionará melhor nos cinemas, fora que a Srta. Peregrine será a atriz Eva Green que eu tanto gosto por causa de Penny Dreadful. Aliás, você já assistiu essa série? É uma mistura de Frankestein, Dracula e Dorian Gray, literalmente.

    Curtir

    • Oi Joe!
      Assim, já ouvi falar da “Penny”, mas eu não assisto séries – ao menos enquanto não finalizar o interminável mestrado. Fico meio viciada, e não tenho autocontrole, rsrs! Dizem que é ótima, e ela tá em algum ponto da minha lista de “coisas a ver”, mas não sei quando isso vai rolar 😛
      Ps. “umbral da porta” soa muito como português de Portugal, né?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s