5 livros da minha estante (física) que eu ainda não li

Chegando final de ano, eu fazendo aquela limpa nas estantes, catando o que ler… especialmente esse ano, que não comprei nada nas Black Fridays da vida, além de livros de veganismo (não exatamente livros para leitura, né?) e um ou dois de cunho profissional. E me deparo com aquela ENORME quantidade de livros que eu comprei e não li, por empolgações de outros carnavais. Porque a gente não se empolga em ler na mesma intensidade que quando recebemos o pacote do correio, ou trazemos o livro para casa na sacolinha da livraria?

Abaixo uma listinha rápida de 5 desses casos – mas a lista vai aumentar, porque estou pegando TODOS os livros que me prometi ler e separando. E ainda vou colocar aqui no blog, para ver se a vergonha alheia me faz tomar tenência e ler logo esses tadinhos esquecidos.

Azincourt, Bernard Cornwell

Capa do livro Azincourt, de Bernard Cornwell

Esse tá aqui em casa há séculos. Mas não me envergonho de ter comprado e não ter lido, pois esse veio para casa como presente para o marido, e ele já leu. Agora eu fico de olho nele – já tentei começar uma vez, mas ele foi atropelado pela força de alguns outros títulos a que dei preferência. Mas ele ainda está aqui, na minha visão periférica!

A divina comédia, Dante Alighieri

Box A divina comédia, Dante Alighieri, Editora 34

Não exatamente UM livro, né? Comprei de presente para o marido esse ano, a versão lindinha da Editora 34, em 3 volumes – adoro comprar coisas nas feiras literárias no estande da 34, com aquele senhorzinho super simpático que passa horas conversando e me indicando livros

O vendedor de armas, Hugh Laurie

Capa do livro O vendedor de Armas, Hugh Laurie

Sim, o autor é exatamente “O” Hugh Laurie que você está pensando, também chamado de Dr. House. E se não bastasse isso, também toca piano e canta bem à beça. Agora preciso comprovar se sua vocação para a ficção escrita é tão boa quanto suas outras habilidades culturais.

O beijo da mulher aranha, Manuel Pig

Capa do livro O beijo da Mulher aranha, de Manuel Puig

Recém adquirido numa troca grande em um sebo, esse não faz nem um mês que mora aqui em casa. Está na lista de “Livros para ler em 2017”, da mesma forma que está na lista dos “1001 livros”. Ou seja, ele consta em duas listas, pelamordedeus, tem mais motivo para ler logo?

O perfuraneve

Capa da HQ O Perfuraneve

Ok, não é bem um livro, é uma HQ. Mas foi comprada no ano passado, eu comecei a folhear algumas vezes, e desisti. O formato grande do livro atrapalha um pouco, vou admitir – não dá para ficar levando para rua e dar uma lidinha na fila do banco. Mas também não é desculpa (li o primeiro volume completo de Sandman em 2 dias 😛 ). Está na minha lista 2016, e ainda tenho o mês de dezembro; acho que dá tempo.

E aí? Você também compra livros como louca e depois fica com pilhas e pilhas de livros não lidos na estante (e continua comprando outros, do mesmo jeito)?

2 comentários

  1. Fazia muito isso, este ano que dei uma controlada enorme! E fico feliz com a minha evolução hahahah O kindle teve um papel fundamental nisso, mas ainda assim tenho muitos em casa que ainda não li 😦

    Curtir

  2. Azincourt eu recomendo pra todo mundo que gosta de livros históricos, mas não tem saco pra séries. Acho que é um bom começo pra quem quer ler Cornwell, mas acaba fugindo das Cronicas de Arthur, Busca do Graal ou as séries de milhões de livros justamente por não ser um livro único. Pena que do livro só ficaram as memórias das batalhas e das descrições de trocentas mil pessoas com disenteria. rsrsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s