Documentários, ou, indicações de alimento para o cérebro

Eu penso demais. Vivo escrevendo, lá no outro blog, que eu devia mesmo é fazer faculdade de filosofia e ser paga para pensar. Eu não consigo “calar meu cérebro”, fazê-lo ficar quietinho (estou tentando aprender, inclusive, e aja meditação!).

Mas eu prefiro pensar demais do que de menos. Prefiro ficar com a cabeça cheia de coisas a resolver, pensando nos caminhos que eu tenho que tomar, do que me alienar. Especialmente, prefiro saber a verdade das coisas, e tomar as decisões por mim mesma, do que me alimentar com os pacotes de informações que vem prontos por aí e engolir o que quer que tentem me fazer acreditar.

O que isso quer dizer? Quer dizer que quanto mais você alimenta seu cérebro de coisas interessantes para pensar, mais conscientes serão suas escolhas. Eu tento ler livros clássicos, best-sellers, besteiróis moderados. Assistir filmes interessantes, e, principalmente, documentários.

Imagem para Alimente seu cérebro, assista documentários

Porque documentários?

Porque são a nossa realidade. Realidade que muitas vezes escondemos, só para não ter que pensar. Não ter que pensar na responsabilidade sobre o desmatamento, o efeito estufa, os problemas econômicos, o abandono de menores, de idosos, de animais; não pensar na forma que agimos. Sem saber, podemos fingir que o mundo é um arco-íris – ao menos, o mundo fechadinho em que VOCÊ escolheu se esconder. Os documentários muitas vezes são o tapa na cara que te mostram que não, não tá tudo bem. Que você TEM QUE PENSAR NISSO, sim. Que a responsabilidade muitas vezes é NOSSA, e não “dos outros”.

Tem uma abinha nova no meu principal do Blog, com o imperativo “ASSISTA!”, onde eu tô listando os documentários que fizeram parte da minha forma de pensar hoje. Do lado do título, eu explico um pouco sobre o filme, e o POR QUÊ de ser assistido. Tem de tudo – alimentação, política, economia. Ainda está em construção, e pretendo ir incluindo mais alguns (quando eu lembrar e/ou der tempo).

Localização da página Assista! Documentários no Muquifo Literario
Agora não tem como não achar a página! 😛

Dá uma passada lá, acho que não custa olhar. Mesmo que você continue exatamente com as mesmas opiniões que tem hoje sobre as coisas, ao menos será por escolha – não por ignorância.

Ah, e todos estão disponíveis no Youtube e/ou na Netflix.

Ps. A foto do olhão aí em cima eu achei pelo Google Imagens, e é a capa de um LP de um ser chamado “DJ Earl”. Não ouvi, só peguei a imagem da capa – me lembrou muito a ideia do 1984, do George Orwell, e eu amei 😛

Um comentário

  1. Inside Job aquele de 2010 dirigido pelo Ferguson (que aliás dirigiu/produziu alguns comentários que estão na minha lista para assistir) e narrado pelo Matt Damon. Recomendadíssimo também.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s