Pilha de livros de doação

Escolher leituras me causa ansiedade

Eu chego a achar engraçado quando ouço alguém falando que não gosta de ler. É óbvio que cada um gosta e desgosta do que quiser, mas não consigo sequer imaginar o que fazer com minha vida sem a leitura. Sem todos os mundos diferentes, espaços alternativos, dramas. Como disse Gallian, além de tudo a leitura serve para nos colocar em espaços e situações com as quais podemos aprender e empatizar.

Quando estou com um bom livro, eu me desligo do mundo. Não sou fã de livros ilustrados (como essa nova edição do Harry Potter) porque eles limitam minha imaginação – enquanto vou lendo eu não vejo as palavras, e sim a situação se desenrolando; as imagens interferem, me dizem que “essa situação foi assim”, mesmo que eu a tenha idealizado de outra forma.

Mas eu tenho uma imensa dificuldade, compartilhada por parte dos leitores assíduos que conheço: a escolha da próxima leitura.

Tendo pouco mais de 200 títulos não lidos em casa, de diversos gêneros (tem scifi, distopias, de História – e históricos, drama, romance, suspense, e por aí vai), não consigo ordenar o que quero ler primeiro. Aí começo vários simultaneamente, porque não sei o que meu espírito está pedindo, em uma promiscuidade literária que me põe louca!

Fora que tem o agravante: trabalho em Biblioteca! Cada vez que eu passeio entre as estantes de literatura, eu sou acometida por siricuticos: “Nossa, olha esse do Saramago que eu não li ainda!” e “Esse recém-chegado que eu não conhecia!” ou também “Esses escritores nacionais que eu nunca li, olha que vergonha, pre-ci-so conhecer!!”.

Já viu, né?

Meu kindle tem entrada limitada – eu evito colocar muitas coisas nele por vez, para não ficar saracoteando muito de um título para o outro – vantagem do aparelhinho é poder carregar uma minibiblioteca por aí por vez, né? Mas quando dou por mim, já tenho 9 páginas de livros disponíveis na tela, o que me deixa louca, lendo 10% de cada livro para ver o que mais quero levar adiante.

Como as pessoas leitoras conseguem conter a ansiedade, sabendo que não dá para ler tudo? Como conseguem, quando percebem que há mais livros bons no mundo do que sua capacidade de leitura em 50 vidas??

Eu não vejo solução, e sigo nessa ansiedade sem fim. As políticas principais são não reler muita coisa (para sobrar tempo para os novos) e não ficar pendurada no celular (por motivos óbvios).

(Maluca, eu? Talvez 😛 )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s