Lista de leituras 2020

Metas literárias 2020, enquanto o blog não acaba

O que tem no último post ainda é a ideia. Mas enquanto eu não faço a eliminação, a “listinha” de 2020 tá ficando pronta.

Considerações:

  • eu li menos de metade da lista que separei para 2019 😛
  • mas eu li um monte de livros, dá pra ver aqui, e deixei 5 da lista na metade, rsrsrs
  • minha ideia em 2020 é LER OS LIVROS QUE COMPREEEEEI, cacete

Meu cérebro já tá me cutucando para voltar a estudar formalmente – como se eu não tivesse praticamente emendado a graduação, o mestrado, o início de outra graduação que larguei e a especialização, né non? Mas eu tô com mais do que conteúdo de leitura para me aprofundar nos temas que mais estão à minha volta hoje, que são o feminismo e a política (sim, política, incluindo economia, decrescimento e pós-extrativismo)

Então, sem mais delongas, a lista de pretensões para 2020!

UPDATE, 12/2020 – marcados de verde os que li; os de roxo os que eu comecei e ainda não terminei:

  • Atenção, Alex Castro (digital)
  • O ponto zero da revolução, Silvia Federici (físico)
  • Sintomas mórbidos, Sabrina Fernandes (físico)
  • Kindred, Octavia Butler (físico)
  • A vegetariana, Han Kang (digital)
  • MaddAdão, Margaret Atwood (físico)
  • Hibisco Roxo, Chimamanda (digital)
  • As perguntas, Antonio Xerxenesky (físico)
  • Matadouro cinco, Kurt Vonnegut (físico)
  • Educação contra a barbárie, Vários (físico)
  • Mulheres e caça às bruxas, Silvia Federici
  • Balaklava, Vários (físico)
  • Na minha pele, Lázaro Ramos (digital)
  • Vozes de Tchernóbil, Svetlana Alexijevic (físico)
  • O que é racismo estrutural, Silvio Almeida (físico)
  • Snow Crash, Neal Stepheason (físico)
  • O círculo, Dave Eggers (digital)
  • O corpo dela e outras farras, Carmem Maria Machado (físico)
  • Ética do amor livre, Janet W. Hardy e Dossie Easton (físico)
  • Porque lutamos? Manuela D’ávila (físico)
  • Como ser anticapitalista no século XXI, Erin Olin Wrigth (físico)
  • Big Tech, Evgeny Morozov (físico)
  • Feminismo para os 99%: um manifesto, Arruza, Bhattacharya, Fraser (físico)
  • Kallocaína, Karin Boye (físico)

Era para esse post ser colocado aqui em 01/01… como já estamos na reta final do mês, posso dizer que já li dois da lista e tô no meio de mais dois. Vamo lá que esse ano eu pretendo zerar a lista (“vamo lá, timeee!”)!

2 comentários

  1. Ler os livros que comprei e estão me olhando acusadoramente da estante também é minha meta pra 2020.
    Uma pena que você tenha decidido excluir o blog, sentirei falta, mas desejo sucesso nos seus estudos e busca 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s